Slow fashion, moda sustentável, consumo consciente, já falamos sobre isso antes num post com marcas de roupas sustentáveis que valem a pena conhecer. Agora, será que só comprar peças amigas do meio ambiente é o bastante? Neste post resumimos o que você precisa saber para ter um guarda-roupa mais sustentável.

A ideia aqui é dar uma visão geral de consumo consciente na moda, ok? A partir dessas informações, você poderá a) pesquisar mais sobre o ponto que mais precisa melhorar b) analisar seus hábitos passados e atuais c) planejar um novo guarda-roupa (que é a parte mais gostosa).

Vamos aos conhecimentos básicos:

O que você precisa saber para ter um guarda-roupa mais sustentável

Não adianta nada encher o armário de moda verde se seus hábitos não forem verdes

Simples e direto, curto e grosso. Sabemos que há muita boa intenção na compra de uma peça sustentável, mas todo o conceito vai pro ralo se essa mesma peça ficar jogada no fundo do armário porque não combina com o restante das suas roupas ou você não acha ocasião para usá-la.

Por isso, se você deseja mesmo construir um guarda-roupa sustentável, é preciso analisar seu estilo de vida, desapegar de maus hábitos, planejar suas compras. Talvez, no fim, o que você precisa saber para ter um guarda roupa mais sustentável é o que é realmente necessário pra você.

Qualidade vem antes de quantidade

Ser sustentável nem sempre significa poucas roupas.

Você pode até ter cinco calças diferentes no seu armário, mas, se elas durarem 10 anos, quantas você terá deixado de jogar no lixo durante todo esse período?

“Aline, 10 anos sem comprar calça é muito tempo”. Realmente, é. Até porque a vida é mutável, por isso, é importante ponderar suas necessidades, não simplesmente sair comprando.

A moda muda? Pense se o item que você está comprando é atemporal. Perdeu peso? Veja se não é possível reformar a calça ao invés de comprar outra e guardar aquela “pro caso de engordar”. Ganhou peso? Decida se você se sentirá melhor emagrecendo ou doando a calça usada para quem precisa.

Prefira itens atemporais

Voltando ao assunto nascido no tópico anterior, sabemos que é muito legal estar na moda, mas é importante ponderar quanto um guarda-roupa consciente é mais importante para você do que aquela tendência incrível que acabou de surgir.

E sem julgamentos, viu? Se você decidir que quer MUITO uma bolsa holográfica de unicórnio, você tem todo o direito de brilhar. O problema é se isso for fazer você se sentir culpada.

O mesmo vale para o contrário: se abrir mão da bolsinha lacradora for deixar você triste, não satisfeita por ter feito a escolha verde, compre a bolsinha. Sério, sem culpa. Você tem que ser honesto com você mesmo, antes de tudo.

[bctt tweet=”Olha só o que você precisa saber para ter um guarda roupa mais sustentável! ” username=”plataoplomobr”]

Você conhece o conceito de Armário Cápsula?

O Armário Cápsula não é um conceito assim tão comum, apesar de não ser tão novo. Ele foi criado nos anos 70 por Susie Faux e consiste, basicamente, em você ter um número limitado de peças de roupas que sobreviverão a qualquer tendência de moda ou passagem do tempo.

Não estamos falando em 100 ou 200 peças, ok? Geralmente, um armário cápsula tem 30, 50, 60 peças, considerando inclusive sapatos e acessórios. É claro, o número varia pela sua necessidade, mas a proposta é ser o mínimo possível. Sabe como é, o essencial.

Armário Cápsula

Parece difícil? Antes de você responder isso, quero que responda às três perguntas abaixo:

a) Quantas peças de roupas você considera indispensáveis no seu armário?
b) Dessas peças indispensáveis, quantas você realmente usou no último mês?
c) Das que você não usou, quantas poderiam ter sido usadas, mas você optou por outra?

Eu sei que aquela peça guardada há tempos no seu armário é linda, mas, se a intenção aqui é um consumo consciente, devemos ser realistas. Independente da beleza de uma peça, a existência dela perde sentido se você acaba saindo sempre com a mesma camiseta preferida.

Nesse sentido, o Armário Cápsula pode ajudar muito, porque você terá menos itens que gosta mais. Será infinitamente divertido descobrir quais peças realmente moram no seu coração e como combiná-las entre si. Assim, seu look será sempre uma delícia de vestir.

[bctt tweet=”Saiba o que é Armário Cápsula e a arte de viver com poucas (mas boas) peças de roupa:” username=”plataoplomobr”]

Como descobrir quais roupas são essenciais?

Primeiro, analise seu estilo de vida e defina quais são suas “prioridades de estilo”

Você sai muito? Prefere ficar em casa? Frequenta ambientes que pedem por diferentes estilos de roupa? Frequenta academia e precisa trocar de legging todo dia?

Se você tem muitos jantares importante para ir, diria que é interessante manter aquela saia lápis no armário. No meu armário, garanto que o espaço da saia lápis seria melhor ocupado por um magnífico pijama.

Saia Lápis

Para ajudar você um pouco mais, vou contar quais são as “prioridades” do meu armário, com exemplos de peças que costumo incorporar em cada estilo:

1) Roupas casuais
Camisetas, jeans, legging, moletom, blusões de lã, poncho, tênis neutro etc.

2) Roupas informais
Vestidos básicos, cardigã, cropped, suéter, jaqueta, camisa jeans, bota de salto baixo/médio.

3) Roupas formais
Blazer, casaco sobretudo, blusa de linho, vestido de seda, camisa social, bota de salto alto.

Essas são as minhas roupas casuais, informais e formais, porque trabalho em casa e o nível de “formalidade” dos meus compromissos é bem baixo. Um blazer, uma blusinha fina e uma calça preta dão conta a maior parte das vezes.

Depois, pense como adaptar seu guarda-roupas para seu dia a dia

Vamos supor que você frequente mesmo a academia e precise trocar de legging todos os dias. Quantas peças você acha que são necessárias para sempre haver uma limpa no guarda-roupa?

De repente você descobre que três são suficientes, porque, enquanto uma lava, a outra está secando e a outra você está usando. Ou não, você acha que é pior desperdiçar água com muitas lavagens do que comprar seis leggings diferentes. Você é quem manda!

Nessa etapa, é importante você conciliar seu estilo de vida com sua rotina, para finalmente chegar num guarda-roupa não apenas sustentável, mas funcional.

Finalmente, faça um planejamento do seu armário

Agora chegou a parte divertida! A parte em que você vai sentar, pensar, analisar todas as suas roupas, quais você mais costuma usar, quais não usa há tempos, quais pode substituir por uma sustentável de verdade, quais peças coringa você ainda não tem e fará falta quando começar a reduzir o armário.

Sabe o que ajuda muito nessa hora? PINTEREST, nosso maior amor. Se divirta bastante buscando referências de looks básicos, peças versáteis e ideias de combinação para poucas peças. Você também encontra bons tutoriais para ajudar:

Tutorias Pinterest

[bctt tweet=”Dicas fáceis para descobrir quais peças de roupa estão sobrando no seu armário:” username=”plataoplomobr”]

E aqui vai uma lista com alguns itens básicos em um guarda-roupa sustentável:

1) Peças de marcas amigas do meio ambiente

Já falamos sobre isso aqui no blog, certo? Se você não clicou no link do primeiro parágrafo, segue novamente aqui: Marcas de roupas sustentáveis que valem a pena conhecer.

2) Peças coringa: vão bem com tudo!

São as famosas “multiúso”, como calça jeans, calça preta, blusa de cor neutra, jaqueta jeans e por aí vai. Você vai adaptar essas peças coringa para o seu estilo e seu dia a dia. A basico.com é uma ótima opção para pelas de ótimo corte e qualidade, e que vão bem com várias looks.

Para mim, uma peça coringa é a camiseta branca básica, para minha mãe, sem dúvida, é uma calça social de corte reto.

Camiseta Básica Branca

3) Cores neutras

Essa é uma regra que vale para todos, acredito. Todo guarda-roupa sustentável precisa de peças de cores neutras, porque a ideia é que cada roupa dure muito tempo e seja usada muitas e muitas vezes. Uma camiseta amarela não combina com tudo, mas uma cinza é mais simples de harmonizar.

ATENÇÃO: isso não significa que você não pode usar cores! Você pode priorizar as cores neutras nas peças coringa e complementar com itens alegres, coloridos etc.

Acessórios Coloridos

4) Uma boa calça jeans

Cara, isso é básico mesmo. Eu sei que boas calças jeans podem custar caro, mas considere investir em pelo menos uma, simplesmente porque jeans é, talvez, a peça mais usada do guarda-roupa. Se ela durar anos, já pensou no quanto terá economizado a longo prazo?

5) Camisa social

Camisa fechada com um lenço: almoço de negócios. Camisa aberta com uma cropped por baixo: barzinho com os amigos. Camisa amarrada na cintura: tarde no parque. Já pensou quantos looks diferentes uma simples camisa pode render?

Camisa com Lenço

Esse exercício de criatividade, além de muito legal, é o segredo do sucesso de qualquer guarda-roupas sustentável. Mão na consciência, ideias na cabeça, referências no Pinterest e bora rever seus hábitos de consumo!

Gostou do post? Anda querendo aderir à onda slow fashion? Acha que o mundo precisa da moda consciente? Este post ajudou você? Já repensou seu guarda-roupas e tem uma boa experiência pra contar? Compartilhe tudo com a gente aqui nos comentários!