Desconstruir tem sido a palavra de ordem nos últimos tempos. Ideias e conceitos antigos ficam para trás cada vez mais, e as diferenças de gênero na moda também devem deixar de existir em breve.

Grandes marcas começam a comprar essa ideia e refletem em suas coleções a grande demanda por parte da população sobre a necessidade de discutir o tema da igualdade de gênero.

A pauta desperta a conscientização principalmente no mundo da moda, no qual o comportamento da sociedade sempre é levado em conta para desenvolver conceitos interessantes e que atinjam o consumidor final. Acompanhe o post e saiba mais sobre a importância da igualdade de gênero na moda.

A relação entre a moda e as questões sociais

Ao longo do tempo, a moda funcionou como reflexo dos desejos sociais e de suas demandas, não somente sendo um tipo de negócio pronto a atender o consumismo.

As tendências refletem as necessidades sociais que a moda busca sempre atender por meio de conceitos. As roupas trazem consigo a capacidade de dar ao consumidor uma forma de expressão.

Criar coleções de roupas que atendam tanto homens quanto mulheres não pode ser visto simplesmente como uma tendência que atende a um assunto atual, mas como algo que supre as reais necessidades sociais.

Moda e igualdade de gênero

A discussão de igualdade de gênero aborda diversas áreas, como a liberdade de decisões da vida pessoal, divisão das tarefas domésticas, igualdade no mercado de trabalho e também o fim da imposição de gênero nas roupas.

A moda sempre trouxe revoluções ao longo da história da humanidade, trazendo à tona reflexos de necessidades da sociedade: o biquíni, a minissaia, a calça skinny e as saias para os homens. Todas essas peças causaram impacto e trouxeram consigo a representação da liberdade de escolha, independentemente de gêneros.

Evolução Social da Moda

As campanhas que dispensam rótulos de gênero na moda

Ao longo da história, personalidades do mundo artístico trouxeram à tona a desconstrução de conceitos de gênero, principalmente se tratando de moda. A aceitação pública talvez não fosse a melhor possível, mas acontecia justamente pelas questões artísticas.

Entretanto, toda manifestação artística representa, de certo modo, os desejos e tendências da sociedade. A moda sem gênero traz ao mercado justamente uma necessidade que vem sendo identificada ao longo dos anos.

A adesão de grandes marcas

Grandes marcas ao redor do mundo têm aderido à tendência (ou seria realidade?) da moda sem gênero, ou genderless. A campanha pioneira, e uma das mais marcantes, foi feita para a coleção de verão de 2016 da poderosa Louis Vuitton, que trouxe o ator/cantor Jaden Smith como principal estrela.

A coleção teve seu lançamento nas passarelas da semana de moda de Paris, surgindo como um grande passo da grife francesa em direção a um novo posicionamento em relação a divisão de gêneros.

Thank You So Much @louisvuitton And @nicolasghesquiere For The Opportunity To Impact This World. |||

A post shared by Jaden Smith (@c.syresmith) on

Jaden Smith já era adepto do conceito genderless, o que tornou a campanha ainda mais valiosa, chamando a atenção do mundo para a questão.

Constantemente o multifacetado artista era visto pelas ruas dos EUA vestindo modelitos nos quais muitas vezes eram questionados se eram apropriados para homens, pela parte da opinião pública que ainda desconhecia a moda genderless.

O sucesso da primeira campanha foi tamanho que a Louis Vuitton decidiu repetir a dose com o artista. O engajamento do jovem com o conceito é real e agora ele estrela o lookbook da coleção outono/inverno 2017. Em imagens já divulgadas, Jaden aparece usando sapatos de salto alto.

A britânica multimarcas Selfridges também foi uma das pioneiras, lançando uma loja temporária em 2015, a Agender, que visava permitir ao cliente acesso a um estabelecimento com produtos sem gênero.

Selfridges Agender

Há também no Brasil algumas marcas que já nasceram com a proposta sem gênero no desenvolvimento de seus conceitos e coleções. Ocksa, Trendt, YouCom, Cem Freio, Pair, Pangea e Beira são as principais no mercado nacional.

@matias_dombrowski no backstage da @casadecriadores | ph @adaszz

A post shared by Också (@ocksaofficial) on

Compreender e aceitar essa questão é um grande passo para reduzir as diferenças de gênero, não só na moda, mas em todas as esferas da sociedade.

Agora que você já sabe mais sobre a igualdade de gênero na moda, siga nossas redes sociais. Confira nossas novidades e se inspire em nosso FacebookTwitterInstagram e Pinterest!