O estilo casual e eclético do Boho, em alta nos últimos anos, está perdendo cada vez mais espaço para o “minimalismo” dos ambientes neutros. Além de aumentar a luminosidade, a combinação dos tons metálicos, pastéis, cinza e branco cria cômodos tranquilos sem apelar para o óbvio ar de “casa de interior”. Afinal, o clima de interior é mesmo uma delícia, mas melhor ainda é ter um retiro de paz na sua própria casa.
Está pensando em abraçar esse estilo super moderno? Dá uma olhada nas dicas e inspirações que encontrei pra você!

Estilo minimalista

O minimalismo é tendência na decoração, mas não é um estilo “jovem”. Fontes afirmam que ele surgiu após a Segunda Guerra Mundial, quando a população precisou aprender a viver apenas com o essencial.
A arquiteta Paloma Fernandes afirma: “na arquitetura, por exemplo, a ideia de minimalismo pode ser encontrada no pós-modernismo, com raízes modernistas pregadas pela Bauhaus (uso de formas e cores primárias). A diferença é que o modernismo propunha a ideia de arquitetura transcendental, sem integração com o entorno, enquanto o  pós-moderno buscava intensamente a relação com o entorno, o uso de elementos naturais e a qualidade arquitetônica”.

Pinterest

Pinterest

Por causa dessa relação com o entorno, a decoração minimalista preza pela valorização do espaço e da luminosidade natural. O uso das cores claras potencializa a luz que vem de fora e o pouco mobiliário permite que ela se propague por todo o cômodo. “Minimalismo é casar design com o máximo de recursos naturais possíveis”, diz Paloma. Isso significa muito branco, tons terrosos, madeira e plantas.

Pinterest

Pinterest

Se você é do tipo de pessoa que não se apega apenas ao visual, mas também ao conceito, saiba que os ambientes minimalistas representam muito mais do que cenários dramático. Paloma afirma: “o minimalismo é um manifesto contra o consumo exacerbado e o capitalismo, priorizando o que é necessário acima de tudo. É um estilo de vida consciente”.

Pinterest

Pinterest

Pinterest

Se ainda estiver em dúvida se esse é o estilo certo de você, enquanto decorar, se faça estas perguntas:

  • Esse móvel ou objeto tem função?
  • Vou perder espaço útil ou de circulação?
  • É realmente necessário?

Com essas perguntinhas, ficará muito mais fácil tomar decisões na hora de criar uma decoração minimalista!

Pinterest

Estilo clean

Há quem chame o estilo minimalista de clean e o clean de minimalista, mas eu vejo algumas diferenças na hora de buscar inspirações.

Pinterest

Ambos prezam pela economia visual, espaços amplos e iluminação natural, porém, nem todas as regrinhas do minimalismo cabem num espaço simplesmente “limpo”. Digamos que todo espaço minimalista é clean, mas nem todo espaço clean é minimalista.

Pinterest

Pinterest

Além de oferecer mais possibilidades de cores na decoração, ambientes clean não precisam ficar se limitando ao que é estritamente necessário. As linhas retas e as cores neutras permanecem, mas podem vir com cores mais ousadas, divertidas ou adornadas com elementos sem nenhuma função além de deixar bonito. Por que não? Nem tudo precisa ter função nessa vida, minha gente. A função pode ser só deixar você feliz, tá tudo certo.

Pinterest

Pinterest

Pinterest

Pinterest

Pinterest

Você pode encher uma parede de quadros, pendurar vasos pela casa inteira, empilhar livros e livros ao lado do sofá, colocar tantas almofadas que quiser sobre o sofá, enfim, são infinitas possibilidades. Só há uma regra: organização. A menos que queira mudar de estilo, aí está tudo certo.

Pinterest

Para saber se este é o estilo certo para você, inclua mais duas perguntas:

  • O espaço vazio me incomoda?
  • Um pouco mais de casualidade fariam com que eu me sentisse melhor?

Se a resposta for sim e sim, o caminho é por aqui!

Pinterest

Estilo hygge

Oi? Hygge? É de comer? Não é um nome lá muito conhecido, mas com certeza você já viu fotos de ambientes decorados nesse estilo. O hygge surgiu na Dinamarca e se caracteriza, basicamente, por espaços aconchegantes, rústicos, também com muita iluminação natural. Como os países escandinavos têm poucos dias de sol, a decoração escandinava aposta nos tons neutros para abraçar toda e qualquer luminosidade que entre, tornando os cômodos o mais claro possível.

Pinterest

Pinterest

A decoração escandinava também traz muitos materiais rústicos, reciclados, peles falsas de animais, lã, cobre, latão, madeira, enfim, tudo que sua alma camponesa permitir. O resultado? MARAVILHOSO.

Pinterest

Pinterest

Pinterest

Pinterest

Pinterest

Pinterest

Pinterest

(Uma dica para ter uma mesinha como esta: fique de olho nas árvores do bairro. Muitas vezes, algum vizinho manda cortar  os galho ou a própria prefeitura vem podar. Corra para roubar um pedaço).

Ah, e não se esqueça: o hygge incorpora muito da natureza, então, quanto mais plantas, melhor.

Pinterest

Pinterest

Pinterest

Confesso que é o meu estilo de decoração preferido, seguido pelo estilo industrial que falaremos já.

Acha que este pode ser seu estilo preferido? Inclua mais estas perguntas na listinha:

  • Preciso de um ambiente mais caloroso?
  • Uma baguncinha aqui e ali me passaria uma maior sensação de “estar em casa”?

Se sim, já sabe. Bora se inspirar no hygge.

Estilo industrial

Lá pelas décadas de 60 e 70 nos Estados Unidos, dá pra imaginar quanta matéria largada por indústrias existia, isso sem contar os galpões a preços de banana. Evidente que não demoraria para alguém mais criativo transformar a situação em oportunidade.

Pinterest

Pinterest

Madeira de demolição, pallets, caixotes, canos velhos, armários de ferro, restos de peças de latão, ferro oxidado, ferro escovado, ferro enferrujado, absolutamente tudo se tornou uma possibilidade de decoração. Tem arte mais bonita do que dar uma nova função a algo que naturalmente iria para o lixo?

Pinterest

Pinterest

Eu, particularmente, acredito que esse seja o segredo do sucesso dos: pintar de aconchego um espaço que, antes, só havia sido visto como urbano.

Pinterest

O estilo casual, moderno e despojado dos  ambientes industriais caíram tanto no gosto das pessoas que hoje nem é mais tão barato assumir esse estilo de decoração. Porém, pra tudo nessa vida tem um jeitinho!

Pinterest

Uma parede de cimento queimado, por exemplo, tem até tutorial na internet.

Já canos podem se tornar absolutamente qualquer coisa, desde luminárias até escrivaninhas inteiras. É só botar a criatividade pra funcionar e não poupar o YouTube de esforços.

Pinterest

Pinterest

Pinterest

Pinterest

Pinterest

Pinterest

Neste vídeo aqui, o Paulo Biacchi ensinou a fazer uma luminária com um GALÃO DE ÁGUA. Talvez até sua avó tenha um esquecido por aí.

Conduítes aparentes são uma solução barata para dar um clima industrial à sua casa e ainda aumentar a iluminação. Mora de aluguel? Não tem problema! Arranque tudo e pinte a parede quando for sair.

Só não se esqueça de contratar um profissional pra fazer isso, ok? Por favor.

Pinterest

Pinterest

Conduítes aparentes + cimento queimado + pallets = decoração incrível e muito econômica.

Sugestões de lugares onde procurar materiais para sua decoração industrial:

  • Brechós de móveis
  • Lojas/fábricas em reforma
  • Mercado de Pulgas
  • Ferro velho
  • Madeireiras
  • Casa de avós, seus ou dos amigos (sempre tem alguma relíquia perdida por lá)

Estas banquetas são um exemplo de móveis feitos com materiais encontrados no ferro velho:

Pinterest

E aí, você decidiu qual é o estilo certo pra você? Já começou a decorar sua casa? Nós vamos adorar ver suas ideias, poste fotos no Instagram e marque a gente! @OficialPlataoPlomo